Coordenadora Pedagógica

Coordenadora Pedagógica
Coordenadora Pedagógica Maísa

sábado, 18 de setembro de 2010

A BOTA DO BODE

A literatura tem o poder de estimular e/ou suscitar o imaginário, de responder as dúvidas do indivíduo em relação a tantas perguntas, de encontrar novas idéias para solucionar questões e instigar a curiosidade do leitor. Nesse processo, ouvir histórias tem uma importância que vai além do prazer. É através de um conto e/ou de uma história, que a criança pode conhecer coisas novas, para que efetivamente sejam iniciados a construção da linguagem, da oralidade, idéias, valores e sentimentos, os quais ajudarão na sua formação pessoal.
Os livros de literatura representarão também, para o aluno, textos modelares que certamente os levarão à construção de textos melhores do ponto de vista da ortografia, da morfologia e da sintaxe, além de fornecer-lhes mais idéias para criarem seus próprios textos.
Assim, a leitura inicial poderá, também, suscitar inúmeras atividades de linguagem, levando o aluno ao seu crescimento enquanto leitor e escritor. A partir da história lida, o professor poderá planejar ricas situações de linguagem oral e escrita, envolvendo os alunos de maneira prazerosa, contextualizada, motivando-os para projetos lingüísticos cheios de significados. Dependendo da criatividade do professor e do envolvimento da turma, poderão surgir situações de linguagem oral como jograis, dramatizações, debates, jornais televisivos, entrevistas etc...
Preparei algumas atividades referente ao livro A BOTA DO BODE de Mary França e Eliardo França. Se interessar é só clicar

2 comentários:

Satuário de Fátima-POA disse...

Adorei as atividades e organização, mas não consegui copia. Valeu a ideia!!!!

Regina Rodrigues disse...

Adorei as atividades que você produziu sobre a Bota do Bode! Parabéns!